Toda empresa que oferece produtos ou serviços a uma determinada audiência precisa conhecer e utilizar a ferramenta de vendas conhecida como follow up. O acompanhamento de proposta ainda é pouquíssimo utilizado devido à grande quantidade de ofertas apresentadas aos clientes e para não sobrecarregar o setor de vendas. No entanto, é algo em que se deve pensar como escopo de transações comerciais quando a prioridade é conquistar consumidores fiéis.

O setor de vendas — ou o representante responsável pela comercialização dos produtos ou serviços — deve conhecer os meios de comunicação mais utilizados e de fácil acesso aos seus clientes para realizar esse tipo de acompanhamento. Continue conosco e apresentaremos algumas dicas sobre a atividade. Boa leitura!

Estabeleça a maneira mais prática de contato com seu cliente

Com o avanço tecnológico, o comportamento do mercado evoluiu junto às facilidades de comunicação oferecidas por todo o mundo. Não utilizar esses meios é sinônimo de perdas contratuais, já que a grande parte dos usuários de aparelhos celulares e smartphones aderiu aos aplicativos de mensagens instantâneas.

Pergunte ao seu cliente qual o meio mais prático pelo qual ele prefere ser encontrado por você. Estabeleça um contato profissional em que ele, seu cliente, esteja confortável em comunicar-se com a empresa. Tal atenção oferecida promove confiabilidade e respeito.

Finalize a conversa sempre com o próximo passo definido

Ao apresentar uma proposta comercial em que tudo esteja descrito de maneira impressa ou digital, detalhada ou direcional, com ou sem imagens, saiba que o cliente poderá ter lido-a ou não. Então, quando iniciar a conversa, procure ouvir quais as dúvidas do consumidor referentes ao documento e negocie.

Defina o desenvolvimento dos serviços ou a forma de pagamento dos produtos oferecidos, de maneira que a negociação sempre esteja tendendo ao cliente. Ele deve se sentir privilegiado pela transação. No entanto, tenha em mente os limites comerciais de sua empresa para que ambos percebam vantagens no processo. Finalize marcando a data e hora da próxima conversa para acertos finais.

Seja direto e objetivo em suas conversas

Muitas empresas perdem possíveis compradores por não conseguirem ser diretas ou claras durante o acompanhamento de propostas. Entrar em contato sem um objetivo estabelecido — fazendo perguntas pessoais ou sobre futebol, por exemplo — não passa profissionalismo à outra parte, mas uma tentativa de amizade pessoal.

Conquistar uma intimidade particular é uma consequência e não um objetivo. Muitos clientes podem interpretar a conduta como invasão à sua privacidade ou desrespeito. Além disso, você poderá ser intitulado como um vendedor “chato”. Por isso, procure formular antecipadamente a conversa de maneira clara e objetiva à sua negociação.

Entenda quando o cliente diz “não” ou apenas melhore sua “investida”

Um cuidado especial deve ser levado em consideração ao insistir na comunicação com o cliente. Interprete, de maneira racional, quando o consumidor demonstrar interesse — ou a falta dele — enquanto conversam. Se o cliente lhe disser “não” logo no primeiro contato, repense a sua abordagem de proposta ou a sua estrutura.

Caso você ouça respostas prolongadas, como “vamos analisar sua proposta e retornaremos” ou “assim que tivermos uma posição, retornarei o contato”, saiba que algo no documento chamou a atenção. Agora, você precisa de uma “investida técnica”, ou melhor: deve fazer o acompanhamento de proposta — follow up.

Elabore uma proposta comercial eficiente

Quando oferecemos algo, como produtos ou serviços, estamos realmente ofertando soluções ao problema do cliente. Com essa máxima, podemos observar que a proposta a ser apresentada deve ser clara e justa comercialmente. Se o consumidor entender que sua proposta não atende às suas expectativas, o negócio poderá não acontecer.

Então, siga algumas regras básicas na formulação estrutural:

  • apresente a proposta, destacando nome de sua empresa e o serviço ou produto oferecidos;
  • no conteúdo, discrimine o objetivo, as soluções oferecidas, as vantagens, os prazos de entrega e os valores;
  • prepare um vídeo explicativo que contenha o testemunho de clientes ou de parceiros comerciais;
  • realize o acompanhamento de proposta.

Gostou dessas dicas? Quer saber mais? Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mundo dos negócios. Não perca!

Uma ferramenta para ajudar você e sua concessionária a vender mais e melhor.

Escreva um comentário

Share This